Home Blog

Arte da sustentabilidade: exposição gratuita apresenta itens decorativos inovadores feitos com resíduos da construção civil

0

Até 1.º de março, Instituto A.Yoshii destaca mais de 40 obras únicas criados nos projetos Obra&Arte e Criando Arte, em Londrina

Resíduos de madeira se transformam em mesas. Vergalhões se tornam matéria-prima para esculturas de decoração e canos de PVC dão suporte para a criação de luminárias. Transformar o olhar para os resíduos da construção civil tem sido o objetivo das oficinas que o Instituto A.Yoshii promove por meio dos projetos Obra&Arte e Criando Arte. 

Pelas mãos de colaboradores e voluntários, esses materiais, que seriam descartados, acabam sendo reutilizados na criação de objetos de decoração e utilidade doméstica. São itens como mesas, cadeiras, luminárias, cachepotecobags e bolsas térmicas, que poderão ser conferidos pelo público na Exposição Obra&Arte e Criando Arte, a partir do dia 28 de fevereiro, na Galeria Arquiteto Julio Ribeiro, do Sinduscon, em Londrina (PR). A mostra é uma iniciativa do Ministério da Cultura com o Instituto A.Yoshii. 

A mostra gratuita reúne mais de 40 peças criadas pelos participantes dos projetos. “Ambos os projetos buscam ressignificar os resíduos das obras de todo o Grupo A.Yoshii. Além de proporcionar o contato com a arte, essas iniciativas ampliam e fortalecem o pensamento sustentável, provocando discussões a respeito do tema, assim como um novo olhar para os resíduos”, diz o presidente do Instituto A.Yoshii, Aparecido Siqueira. 

A exposição conta com 30 peças produzidas nas oficinas do projeto Obra&Arte em 2023. Para esta edição, os participantes contaram com a orientação do renomado arquiteto e designer Fabrício Ronca. O público também poderá conferir outras 20 peças confeccionadas pelas mãos de mulheres que participam do projeto Criando Arte. Para a realização destes projetos, o Instituto A.Yoshii conta com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura. 

Exposição OBRA&ARTE e CRIANDO ARTE

Quando: de 28/2 à 1.º/3, de segunda a sexta

Horário: de segunda a sexta, das 8h às 17h

Local: Sinduscon – Galeria Arquiteto Julio Ribeiro (Av. Maringá, 2400)

Entrada: Gratuita

Sobre o Instituto A.Yoshii

Fundada em 2006, a entidade sem fins lucrativos promove ações solidárias ligadas à educação, ao meio ambiente e à cultura, em busca de resultados com impacto social positivo. Ao longo dos 16 anos de atuação, o Instituto A.Yoshii promoveu diversas iniciativas voltadas para pessoas em situação de vulnerabilidade econômica-social, minimização de impactos no meio ambiente e democratização do acesso à cultura e à educação. Em 2022, o Instituto foi reconhecido pelo sexto ano consecutivo com o Selo Sesi ODS, como uma das principais organizações que trabalham em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU. Mais informações: www.institutoayoshii.org.br.

Minuto a minuto: entenda como bebidas energéticas agem no organismo

0

Energéticos afetam várias áreas do organismo; pesquisas indicam possíveis efeitos, incluindo pensamentos suicidas

Bastam alguns goles no meio de um dia cheio para que qualquer tarefa pareça menos cansativa. As bebidas energéticas, com sua composição potente, realmente ajudam a ficar mais alerta e ter mais atenção, mas o preço pode ser alto. Pesquisas indicam que os efeitos dessas substâncias no organismo são variados e nem sempre benéficos.

Recentemente, um estudo divulgado no Public Health Journal apontou que o consumo de bebidas energéticas, ricas em cafeína, taurina e açúcar, pode afetar seriamente a saúde mental de crianças e adolescentes, incluindo a ocorrência de pensamentos suicidas. Essa conclusão veio após a análise de 51 estudos anteriores, feitos com mais de 1,2 milhão de crianças. Ansiedade, dificuldades de aprendizagem, depressão e insônia foram alguns dos efeitos relatados. De acordo com a cardiologista e professora de Medicina da Universidade Positivo, Chiu Yun Yu Braga, “exagerar no consumo dessas bebidas pode causar dependência de cafeína e está associado a comportamentos de risco”.

Lance a lance

À medida que a cafeína, o açúcar e outros ingredientes, como a taurina, começam a surtir efeito no organismo, os consumidores podem experimentar diferentes sensações físicas. Além dessas mudanças perceptíveis, outros efeitos mais discretos também podem ocorrer.

Logo após a ingestão de um energético, nos primeiros dez minutos, já se nota, por exemplo, um aumento significativo da pressão arterial e dos batimentos cardíacos. A especialista explica que “a alta dose de cafeína age como um estimulante no corpo, provocando a elevação da frequência cardíaca e da pressão”. Esse efeito tende a ser mais agudo em consumidores mais jovens. A cafeína pode estar presente nos energéticos em doses de até 150 mg. Segundo estudos, a dose segura de cafeína é de até 400 mg por dia.

Depois de 15 ou 20 minutos, a cafeína pode deixar as pessoas mais alertas e concentradas. No entanto, esse efeito é passageiro, visto que, aproximadamente uma hora depois, os níveis dessa substância caem de repente, o que pode levar a sensações de cansaço ou mesmo exaustão. “O excesso de cafeína provoca uma resposta do fígado, que absorve todo o açúcar rapidamente, causando uma queda repentina nos níveis de açúcar no sangue e, consequentemente, cansaço. Muitas vezes, esse cansaço pode ser ainda maior do que aquele que se pretendia evitar antes de consumir a bebida”, esclarece Chiu.

Por fim, o aumento súbito nos níveis de açúcar, cafeína e concentração proporcionado pelos energéticos pode ter consequências nocivas, mesmo muitas horas depois do consumo. Entre 12 e 24 horas mais tarde, o consumidor pode sentir dores de cabeça, irritabilidade e até mesmo prisão de ventre.

É possível manter uma relação saudável com os energéticos, desde que o consumo seja moderado. “Você pode consumir um energético eventualmente, quando precisa manter-se alerta por alguma razão específica. O importante é evitar o consumo rotineiro, que pode levar à dependência de cafeína. Uma vez dependente, o corpo exige doses cada vez maiores dessa substância, o que pode estar associado ao risco de arritmias cardíacas”, completa a cardiologista.

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positivo é referência em Ensino Superior entre as IES do Estado do Paraná e é uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aula modernas, laboratórios com tecnologia de ponta e mais de 400 mil metros quadrados de área verde no campus sede, a Universidade Positivo é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. A Instituição conta com três unidades em Curitiba (PR) e uma em Londrina (PR), e mais de 70 polos de EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de graduação, centenas de programas de especialização e MBA, cinco programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas. Além disso, tem sete clínicas de atendimento gratuito à comunidade, que totalizam cerca de 3.500 metros quadrados. Em 2019, a Universidade Positivo foi classificada entre as 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Desde março de 2020 integra o Grupo Cruzeiro do Sul Educacional. Mais informações em up.edu.br/

Econet Editora concorre ao prêmio Contabilidade Awards

A Econet Editora está concorrendo ao prêmio Contabilidade Awards. A iniciativa reconhece profissionais e empresas que se destacaram no mercado contábil em 2023 e contempla categorias como destaque, ferramentas, resultados e personalidades da contabilidade.
Qualquer pessoa pode votar na Econet na premiação Contabilidade Awards. Também é possível escolher em qual categoria quer votar ao invés de votar em todas, mas o voto é computado apenas uma vez. Para votar na Econet, acesse o link.
O slogan “informação por completo” reflete o trabalho realizado pela Econet Editora há mais de 21 anos. Com mais de 50 mil clientes em sua carteira, a empresa fornece assinatura de conteúdo sobretudo para escritórios de contabilidade e de advocacia. A equipe da Econet produz mais de 140 boletins por mês.
O formato dos conteúdos da Econet Editora também evoluiu com o surgimento de novas plataformas. Seu canal do YouTube conta com mais de 140 mil inscritos e disponibiliza mais de 1,1 mil vídeos. O canal apresenta ainda, conteúdo ao vivo no formato de lives e webinars, que trazem em primeira mão as mudanças na legislação assim que são publicadas no Diário Oficial da União.
Além da produção de conteúdo, a Econet oferece suporte técnico especializado como um complemento para ajudar os clientes que assinam os boletins. Para se ter uma ideia, são mais de 3,5 milhões de acessos mensais ao website da editora. O volume de atendimentos telefônicos ultrapassa os 150 mil por mês, enquanto mais de 65 mil dúvidas são respondidas por e-mail mensalmente. Inclusive, o atendimento ilimitado é um dos diferenciais da empresa. Por fim,
O Grupo Econet também vislumbrou no ambiente tecnológico uma forma de aprimorar sua atuação e oferecer melhores experiências aos seus clientes. Para isso, disponibiliza mais de 300 ferramentas. E a campeã de acessos é uma plataforma que apresenta os cálculos dos tributos para as empresas de acordo com o regime no qual estão enquadradas: Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido.
Para Silvio Garbosa, fundador da Econet Editora, figurar na lista de candidatos do Contabilidade Awards é um orgulho. “Esse fato reflete nosso comprometimento contínuo em fornecer informações precisas, corretas e praticamente em tempo real, assim que são anunciadas mudanças na legislação tributária brasileira”, afirma.

Diversidade cognitiva melhora performance empresarial

Enquanto a diversidade se refere ao que é diverso, diferente e variado, o aspecto cognitivo está relacionado ao processo de aprendizagem. Em suma, ele leva em consideração as características pessoais dos indivíduos, como raça e idade, atrelado a sua jornada de vida, raciocínio, criatividade, percepção de mundo, compreensão, entre outros fatores. Ao atuarem juntos frente a projetos, a tendência é que as competências uns dos outros se agreguem e resultem em soluções “fora da caixa” que, por consequência, geram inovação. Daí a importância da diversidade cognitiva na hora de selecionar talentos para as empresas.

Misturar perfis variados e com personalidades complementares não significa fomentar embates desrespeitosos no meio empresarial, muito pelo contrário. A diversidade cognitiva irá se manifestar em situações nas quais os envolvidos consigam dialogar e debater com educação e apurado senso de argumentação diante de posicionamentos não homogêneos.

Além disso, é crucial que os colaboradores se sintam à vontade para expressar opiniões contrárias, na visão de Clodoaldo Oliveira, diretor executivo da JValério Gestão e Desenvolvimento. “Em primeiro lugar, eles devem perceber que a gestão valoriza e aceita conceitos diferentes e contrários aos já expostos. Ninguém deve se sentir acuado ou pressionado a aceitar as ideias de terceiros ou da maioria”, avalia.

De acordo com uma pesquisa publicada pela Harvard Business Review, em 2017, a velocidade com que os problemas cíclicos passaram a ser resolvidos comprovou, de fato, a relevância da diversidade cognitiva nas empresas. Apesar de menos visível que a diversidade étnica ou de gênero, por exemplo, as questões cognitivas são responsáveis por melhores desempenhos e execuções mais rápidas, principalmente diante dos conflitos e desafios, sejam eles novos ou antigos.

A JValério Gestão e Desenvolvimento compartilha uma lista com sugestões de como as empresas podem se transformar a fim de incluir a diversidade cognitiva no recrutamento e seleção sem deixar de lado o fit cultural, isto é, o alinhamento entre o candidato e os valores organizacionais.

● Contratar por habilidades e competências: certamente, os requisitos de graduação, pós e especialização são relevantes. Porém, eles também podem limitar o acesso a candidatos potencialmente bons para vagas onde considerar um conjunto mais amplo de talentos fará diferença;
● Atrair candidatos agregadores de conhecimento: ao invés de focar só naqueles que refletem a imagem da empresa, que tal investir em pessoas que possam trazer novas perspectivas sociais, culturais e, inclusive, econômicas;
● Incentivar o aprendizado contínuo: como dissemos, se formar na faculdade é o primeiro passo, mas não o único. Manter os funcionários em constante estado de aprendizagem é um dos combustíveis que levam à inovação;
● Criar um ambiente de trabalho seguro e encorajador: a verdadeira diversidade cognitiva deve ser autenticamente integrada e compartilhada por todos os departamentos e setores. Isso fará com que os profissionais sintam-se seguros e à vontade para demonstrar seus potenciais enquanto fornecem insights que resultam em críticas e sugestões em prol da melhoria contínua;
● Oferecer treinamentos: nem sempre será fácil identificar a diversidade cognitiva, portanto, vale a pena contar com a ajuda de experts na área levando o pensamento inovador para dentro da empresa. Como? Com a realização de palestras, fóruns, workshops e treinamentos;
● Agregar soft skills: durante o recrutamento e seleção, é comum focar em aspectos de relacionamento, como empatia, flexibilidade e habilidades para o trabalho em equipe. No entanto, é importante reconhecer que pensamento analítico e estratégico, síntese e capacidade de lidar com informações e dados são soft skills que vêm junto com a diversidade cognitiva;
● Envolver as lideranças: é crucial estabelecer uma comunicação clara com os gestores que, de preferência, devem ter um estilo agregador, com visão de união, consolidação e estímulo à diversidade cognitiva;
● Turnover: vale lembrar que colaboradores engajados também são sinônimos de diminuição das taxas de turnover, outro grande ganho que a diversidade cognitiva traz para as empresas.

Formação continuada

A gestão de pessoas faz parte da grade curricular do Programa do PAEX – Parceiros para a Excelência, da Fundação Dom Cabral, em parceria com a JValério. A solução é para empresas familiares de médio porte que buscam um modelo robusto de gestão, com a formação de executivos e equipes de alta performance, elevando os resultados de curto, médio e longo prazos. Para saber mais, acesse: https://jvalerio.com.br/programas-para-empresas/paex.

Falta de manutenção em veículos é causa de 30% dos acidentes de trânsito

0

Avaliação periódica do sistema de freios é essencial para evitar problemas

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, foram registradas mais de 4.400 infrações por conduzir veículo em mau estado de conservação entre janeiro e abril de 2023. Automóveis sem a manutenção em dia causam 30% dos acidentes em estradas. Dentre os itens que requerem cuidados e atenção dos condutores, é crucial lembrar da importância do sistema de freios, pois uma falha pode levar a acidentes graves e colocar em perigo a vida do condutor, passageiros e outros usuários da estrada.

Com isso, é fundamental agir rapidamente ao identificar qualquer sinal de mau funcionamento dos equipamentos de frenagem. Para ajudar, o chefe de oficina da concessionária Ford Slaviero, Mauro Cezar Cândido, recomenda alguns cuidados que garantem o bom funcionamento do sistema.

Inspeção regular

A inspeção regular é fundamental para identificar qualquer desgaste prematuro ou problemas potenciais. “É recomendável que os proprietários de veículos realizem inspeções visuais periódicas nos componentes do sistema de freios, incluindo discos, pastilhas, tambores e sapatas. Essas peças precisam ser inspecionadas ou substituídas conforme recomendado pelo fabricante do veículo. Ignorar pode resultar em danos aos discos ou tambores, aumentando os custos de reparo”, explica Mauro.

O especialista lembra ainda que é essencial checar o fluido de freio, que é uma espécie de óleo lubrificante responsável por transmitir a pressão do pé para as rodas do carro, fazendo o veículo frear. No entanto, quando esse fluido está vencido ou com um nível abaixo do indicado, o sistema fica comprometido. Esse é outro problema que pode ocorrer por falta de manutenção preventiva ou por algum vazamento.

Testes de freio

Para avaliar a eficácia do sistema, os testes de freio devem ser feitos regularmente. O teste padrão inclui a verificação do pedal do freio, ruídos incomuns, trepidação durante a frenagem e a distância de parada do veículo. “Quando o motorista pisa no pedal de freio e ele está duro, com dificuldades para ser acionado, o problema é no servo-freio. Isso faz com que seja necessária uma força maior para que o sistema de frenagem funcione, o que pode levar a acidentes, principalmente quando a situação demanda uma rápida resposta dos freios”, explica o chefe da oficina. Ele também destaca a situação contrária, quando o sistema de frenagem está com falhas no cilindro mestre. Embora o motorista consiga acionar facilmente o pedal do freio até o fim, o mesmo não responde da maneira correta, o que ocorre por conta do superaquecimento de algumas peças.

Sinais 

Alguns sintomas que podem indicar problemas no sistema de freios são o chiado ao frear, a necessidade de adicionar fluido de freio constantemente em curto espaço de tempo, a falta de potência nos freios e as luzes que eventualmente podem se acender no painel. “É importante que o motorista fique atento aos sinais, para procurar a ajuda necessária e evitar possíveis problemas”, reforça Mauro.

Dicas extras

Frenagens bruscas aumentam a possibilidade de empenamento do disco e faz com que os freios se desgastem mais rapidamente. “Uma dica importante é que o motorista tenha sutileza na hora de frear. A durabilidade do sistema de frenagem de um carro está diretamente ligada à capacidade do motorista em saber pisar no pedal dos freios de modo correto. Portanto, é preciso manter a atenção no trânsito e na direção para evitar que esse tipo de ação brusca ocorra”, auxilia o chefe da oficina. Ela ainda aconselha a usar mais o freio motor, deixando o carro sempre engrenado em marchas mais curtas nos declives, quando o modelo for manual. Isso limita a aceleração do veículo, alivia os freios e ainda diminui o consumo de gasolina.

Outro ponto de atenção é evitar trafegar com excesso de peso, além da capacidade indicada no manual do veículo. “O carro foi projetado para trafegar com o próprio peso, além dos ocupantes e da bagagem. Não é aconselhável exagerar, pois o sistema de freios precisa ser capaz de superar a força inercial para parar o veículo. Quanto mais exceder o peso limite, mais difícil será brecar, aumentando também o risco de danificar algumas peças como pneus e amortecedores.”

“A segurança veicular é uma responsabilidade compartilhada e a manutenção adequada do sistema de freios é crucial nesse aspecto. Ao seguir essas orientações, os condutores contribuem significativamente para a segurança nas estradas e garantem uma experiência de direção mais segura para todos”, finaliza.

Sobre a Ford Slaviero

Há quase 80 anos no mercado automotivo, a Ford Slaviero é uma das concessionárias de veículos mais tradicionais e sólidas do mercado, sendo revenda Ford com maior tempo de mercado em Curitiba. Os clientes podem contar com as facilidades oferecidas no comércio de veículos 0km, seminovos multimarcas, peças e serviços especializados. Mais informações: fordslaviero.com.br.

Páscoa aquece mercado de chocolates artesanais

A celebração da Páscoa neste ano será comemorada em 31 de março [marcando o fim da Semana Santa], mas a data já movimenta o comércio brasileiro. Algumas empresas adiantaram os trabalhos e estão expondo suas novidades em diferentes tamanhos, formatos, sabores e preços.

Na D’Fuhrmann Chocolates – que atua há mais de 23 anos e é conhecida como ‘o melhor chocolate artesanal de Curitiba’ – as previsões são otimistas. “A Páscoa representa 18% do faturamento anual. Pretendemos crescer no mínimo 8% em relação a 2023. Estamos trabalhando desde janeiro para abastecer os estoques. Queremos ampliar as vendas tanto no varejo, quanto no corporativo”, explica a chocolatier Selma Fuhrmann.

A empresária aproveita as boas notícias recentes da economia, que animam os varejistas e está contratando mais seis funcionários para as áreas de produção, embalagens, vendas e divulgação. Segundo o IBGE, as vendas do comércio em 2023 fecharam com alta de 1,7% em relação ao ano anterior.

Já o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) – aferido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) – atingiu 105,6 pontos em janeiro, com uma alta de 0,3% em relação ao mês anterior.

Deliciosas novidades
Para alcançar as metas, a D’Fuhrmann Chocolates lança diferentes novidades. Entre elas está o Trenzinho da Páscoa com dois vagões, todo decorado com coelhos e que sairá por R$ 48. Já o Ostern-Jor [alfajor em formato de Ovo de Páscoa, com 65g] sai a R$ 13,90 a unidade e deve ser o produto campeão de vendas.

“Na linha de recheados, as meias cascas de ovos terão novos sabores como pistache e frutas vermelhas. Esses produtos terão preços a partir de R$ 36, conforme o tamanho, e estarão disponíveis a partir de 18 de março, mas já aceitamos encomendas”, explica a diretora administrativa da D’Fuhrmann, Ana Cecília Dembiski Erbano.

Os Ovos Com Frutas [chocolate ao leite e branco decorado com mix de frutas secas] saem a R$ 21 (com 70g) e a R$ 63 (com 210g). A linha tradicional – que inclui as barras, língua de gato e cenourinha – virão todas repaginadas com embalagens mais atrativas e cores que seguem as tendências do momento.

Para quem tem restrições alimentares, a D’Fuhrmann disponibiliza ovos, coelhinhos e caixas de bombons sem glúten, sem açúcar e sem lactose. As guloseimas têm sabores de castanha e damasco.

“Temos mais de 30 opções de produtos para crianças, adultos e todos da família. As três lojas da capital paranaense já estão abastecidas com chocolates que agradam aos paladares mais exigentes e com preços que cabem no bolso. Não entregamos apenas chocolate; entregamos também sentimentos. Por isso, devemos ter bons resultados com a Páscoa deste ano”, complementa chocolatier Selma Fuhrmann.

Sobre a D’Fuhrmann Chocolates
A D’Fuhrmann Chocolates é uma empresa curitibana com suas origens na tradição alemã. Está no mercado há mais de 23 anos e oferece ampla variedade de chocolates artesanais, com elevada qualidade e sabor único (pouco doce).

Empresa familiar, a D’Fuhrmann Chocolates tem em seu comando a empresária e chocolatier Selma Maria Fuhrmann Dembiski e sua filha, a arquiteta Ana Cecília Dembiski Erbano.

O amor e o interesse pelo fabuloso mundo do chocolate transformaram Selma em uma especialista no assunto, que sempre participa de feiras e cursos no Brasil e na Europa. Já Ana Cecília – que desde pequena interage com a produção e setor de embalagens – complementa a empresa como diretora administrativa.

Além da loja virtual, a www.dfuhrmannchocolates.com.br tem três unidades físicas em Curitiba. A matriz e a fábrica ficam no Eixo Rodoviária-Aeroporto [Av. Comendador Franco, 5050, Uberaba]. A segunda loja fica no Mercado Municipal [box 295; Av. Sete de Setembro, 1865, Centro] e a terceira loja fica na Galeria Suissa [Rua Marechal Deodoro, 262, Centro].

Grand Mercure Curitiba Rayon oferece serviços exclusivos do SPA Tereza Zanchi

Não importa a estação do ano: nada é tão revitalizante como um belo dia de SPA. Para oferecer uma experiência realmente completa, o Grand Mercure Curitiba Rayon conta com o SPA Tereza Zanchi em sua estrutura, espaço dedicado à beleza e ao bem-estar e que tem como finalidade proporcionar experiências únicas para o corpo e a mente.

“Contar com os serviços do premiado e conceituado SPA Tereza Zanchi é um grande diferencial para nós e condiz totalmente com as diretrizes e os demais serviços que oferecemos em nosso hotel e que podem ser traduzidos em bem-estar, sofisticação e exclusividade”, diz Fernando Kanbara, gerente-geral do Grand Mercure Curitiba Rayon.

Criada em 2003, a marca Tereza Zanchi Shiatsu e Bem-Estar nasceu com a missão de oferecer saúde e bem-estar, com terapias de relaxamento através de um método próprio e exclusivo. O SPA conta com uma série de tratamentos e rituais únicos que o fazem ser reconhecido como o melhor do Brasil pelo International Spa & Beauty Awards. Com tecnologia e técnicas faciais e corporais específicas, o SPA dispõe de um cardápio com massagem relaxante, quick massage, revitalização facial, esfoliação e hidratação corporal e facial, shiatsu relaxante, shantala, drenagem oriental, escalda pé e ofurô, entre outras opções.

O SPA ainda lançou uma linha de óleos essenciais para ajudar a equilibrar a mente e o corpo. São quatro opções de óleos:
● Lavanda que acalma a ansiedade e também é indicado para quem tem insônia;
● Alecrim que é um estimulante que traz ânimo e alegria. Indicado para sinusite e resfriado. Estimula a memória e a concentração;
● Hortelã que alivia o cansaço e a preguiça mental. Estimula a digestão e alivia os enjoos e náuseas;
● Laranja Doce que alivia a tensão e ansiedade. É o óleo do otimismo e alegria. Purificador de ambiente e conduz ao sono reparador.
Todos os óleos também são utilizados nos tratamentos oferecidos pelo SPA.

Além dos hóspedes, o SPA Tereza Zanchi do Grand Mercure Curitiba Rayon também está aberto ao público externo e funciona de segunda-feira a sábado das 10h às 19h.

Sobre o Grand Mercure Curitiba Rayon

O Grand Mercure Curitiba Rayon está localizado na Rua Visconde de Nácar, 1424, Centro, em Curitiba (PR). São 12.848 metros quadrados de construção, sendo 18 andares com 159 apartamentos. Oferece espaço fitness, sauna, spa e salas de eventos com capacidade para até 200 pessoas. Abriga dois renomados restaurantes: Hai Yo, com gastronomia asiática, e Garbo, de culinária contemporânea brasileira.

Em julho de 2021, o empreendimento passou a ser administrado pela Atrio Hotel Management, sob a bandeira Grand Mercure, se tornando o primeiro hotel upscale de bandeira internacional administrado pela operadora hoteleira no sul do Brasil. Informações e reservas pelo número (41) 3532-0150.

Iluminação de interiores: conforto visual e sofisticação em cada detalhe

0

Arquiteta da A.Yoshii dá dicas sobre o uso da iluminação para transformar ambientes e criar verdadeiras obras de arte com feixes de luzes

Muito além de iluminar, as lâmpadas complementam a linguagem arquitetônica e fazem toda a diferença na hora de compor e transformar os ambientes. Um projeto de luminotécnica tem a função de garantir funcionalidade, beleza e eficiência a um espaço, proporcionando melhor luminância e aproveitamento de um local. Além de clarear o ambiente, a iluminação passa a ser decorativa e funcional, servindo para valorizar móveis, promover amplitude ao ambiente, garantir o conforto visual, acuidade, aconchego, bem-estar e estímulos sensoriais. Do hall de entrada às dependências de serviço, um estudo luminotécnico bem executado prima pela função de cada cômodo e pelas necessidades de praticidade, conforto e aconchego de seus moradores. Também utilizada como item de decoração, a luz confere um tom personalíssimo a um projeto arquitetônico.

Os investimentos em soluções luminotécnicas podem ir muito além de um único lustre  instalado no teto, destinado a iluminar todo o ambiente de maneira uniforme. Nos projetos desenvolvidos para os apartamentos decorados da A.Yoshii, valorizam-se as luzes indiretas e a iluminação no chão e nas paredes, que se integram até mesmo aos revestimentos. “O mármore instalado em uma parede é um bom exemplo dessa integração”, avalia a arquiteta da construtora A.Yoshii, Lorena dos Santos. “Ao ser iluminado, o revestimento não só clareia o ambiente, mas também se torna um detalhe permanente na decoração, assemelhando-se a uma obra de arte.”

Com sua versatilidade, as lâmpadas criam um ambiente singular quando dispostas de maneira bem planejada. “Quando direcionadas corretamente, elas ampliam a percepção de espaço dentro de um apartamento, transformando a decoração de maneira  única”, afirma.

Luz quente, fria, direta, indireta e difusa. O que são?

São muitas as dúvidas quanto aos tipos de lâmpadas e formas de iluminação. A luz quente é aquela que apresenta temperatura de cor mais amarelada, enquanto a luz fria tem temperatura de cor mais branca. Todavia, vale destacar que essas luzes não têm nenhuma relação com temperatura de calor e frio, são apenas sensações visuais. “As temperaturas de cor mais quentes são a 2400K e a 2700K. A neutra tem 3000K e as consideradas frias são acima 4000K. Esses tipos de luzes não têm relação com proporcionar mais ou menos luz em um ambiente, tampouco sua durabilidade. As diferenças de valores das lâmpadas têm relação com a qualidade da fonte luminosa. Não é a potência que determina se uma lâmpada é forte ou fraca, mas sim o fluxo luminoso e o IRC (índice de reprodução de cores). Esta é a medida de correspondência entre a cor real do objeto versus a sua aparência diante da luz. Uma lâmpada com bom IRC é aquela que garante que o olho humano vai perceber as cores reais, assemelhando-se à luz natural do dia”, explica a arquiteta da A.Yoshii, Lorena dos Santos. 

No que diz respeito à incidência de luz, a iluminação direta é aquela calculada para incidir diretamente nos objetos. Sua melhor utilização é em ambientes que necessitam de acuidade visual, como  espaços de estudo e de trabalho. “Podemos usar a luz direta de forma decorativa como, por exemplo, para destacar uma obra de arte”, complementa. 

A luz indireta, por sua vez, requer uma superfície que promova o rebatimento do fluxo luminoso, garantindo que a luz do ambiente seja fornecida indiretamente. Essa iluminação é mais intimista, garante conforto visual e é indicada para ambientes que não exijam muita percepção visual. Por fim, a iluminação difusa é aquela, na qual a fonte de luz está centralizada no teto do ambiente, garantindo uma iluminação uniforme e ampla. 

Para aproveitar recursos luminotécnicos inovadores, Lorena compartilha três dicas exclusivas que valorizam ainda mais um projeto arquitetônico. Confira:

Foco nos itens de decoração

Optar pela luz difusa, em vez de um lustre centralizado no teto, valoriza os aspectos mais bonitos e interessantes do ambiente, aumentando o conforto. “Por exemplo, iluminação embutida próxima ao chão destaca os móveis e ainda auxilia a traçar os caminhos da casa. Já os quadros podem ser realçados com luz direta, acentuando suas cores e detalhes. Uma luz frontal em espelhos, além de elegante, minimiza sombras indesejadas”, explica.

Verdadeiras obras de arte

Há muitas opções de luminárias nada convencionais, que são verdadeiras obras de arte, compondo e iluminando a decoração. É possível escolher desde itens art nouveau e modernistas até releituras desses estilos e peças inusitadas. “No decorado Harmonie em Campinas, temos um exemplo icônico: uma luminária contemporânea representando um menino em pé segurando uma lâmpada, demonstrando como a iluminação pode se fundir com o designer”, diz.

Aplicações nos ambientes da casa

Um espaço aconchegante e intimista, tal como a sala de estar, requer luzes suaves e indiretas para realçar sua atmosfera acolhedora. Para a sala de TV, a iluminação embutida é ideal para evitar reflexos na tela. Embora a sala de jantar demande um ambiente suave, uma luz de apoio mais intensa sobre a mesa de refeições é essencial para destacar o espaço e facilitar as atividades. “Se a atividade é manual e de precisão, é imprescindível acrescentar a iluminação de tarefa, como é chamada. Em outras palavras, a luz que incide diretamente sobre o local”, explica. No quarto, a preferência por luzes de apoio e luminárias ao lado da cama reflete a busca por um ambiente de aconchego e relaxamento. “Nesses casos, a iluminação de baixa intensidade é ideal, com luzes indiretas ou difusas. Acredito que as arandelas e os abajures promovem esse aconchego”, complementa Lorena.

“Na cozinha, o ideal é apostar na iluminação natural, criando um ambiente claro, preciso e agradável. Aqui, são muitas as opções, incluindo luz embutida na marcenaria sobre a bancada e outras soluções práticas”, descreve. A cozinha e suas bancadas de trabalho e manuseio são pontos de tarefa e devem ser iluminadas com lâmpadas de maior intensidade que não projetam sombra. Já no banheiro, é essencial uma iluminação funcional para as tarefas diárias, como se maquiar, barbear e escovar os dentes. “Nesse ponto, precisamos de uma luz geral indireta ou difusa de cima para baixo e uma luz difusa de frente, principalmente no espelho”, explica. No entanto, para os momentos de banho, recomenda-se um segundo circuito que ofereça uma iluminação mais suave e indireta, promovendo um ambiente relaxante. “Aqui, indico um balizador ou um ponto de luz bem posicionado, suficientes para não causar desconforto visual”. É importante destacar que a qualidade da luz é mais relevante e não tem relação com a cor. “Luzes mais amareladas ou brancas são uma questão de gosto. Precisamos avaliar a potência da lâmpada no que diz respeito à reprodução de cores e ao fluxo luminoso. Isso que dita a eficiência do projeto”, finaliza.

Sobre o Grupo A.Yoshii

Fundado há 58 anos, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de metros quadrados do sul ao nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos voltados para o primeiro imóvel, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná e do interior de São Paulo; e pelo Instituto A.Yoshii, braço de responsabilidade social, com foco em educação, cultura e meio ambiente. Além disso, atua em obras corporativas, atendendo grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como em usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshiiengenharia.com.br.

Ford Slaviero participa da 19.ª edição do Dia de Campo 2024 da Cooperativa Bom Jesus

0

Realizado na Lapa (PR), evento destaca inovações em tecnologia para produção agrícola e pecuária

Marcada para os dias 28 e 29 de fevereiro e 1.º de março, a 19.ª edição do Dia de Campo, evento organizado pela Cooperativa Bom Jesus, apresenta as últimas inovações em tecnologia de produção agrícola e pecuária. O encontro anual atrai mais de 5 mil produtores e 60 empresas para atualizar sobre as tendências atuais e novas oportunidades de negócio.

A agenda inclui palestras pela manhã e visitas aos estandes à tarde. Entre os expositores está a Ford Slaviero, reconhecida como uma das concessionárias de veículos mais tradicionais e consolidadas, que marca presença com a exposição de toda a linha de picapes e ofertas exclusivas para os participantes do evento. “Esta é a sétima vez que marcamos presença no Dia de Campo da Cooperativa Bom Jesus, um evento chave e estabelecido no setor, que sempre gera excelentes oportunidades de negócio para todos os envolvidos”, relata o gerente comercial da Ford Slaviero, Rogerio Lechinski. 

Ao longo dos anos, a Cooperativa Bom Jesus tem sido pioneira na incorporação de tecnologias ao cotidiano produtivo, promovendo a sustentabilidade e mantendo os  agricultores informados sobre as novas tendências em maquinário, equipamentos agrícolas e veículos. A entrada no evento é gratuita.

Sobre a Ford Slaviero

Há quase 80 anos no mercado automotivo, a Ford Slaviero é uma das concessionárias de veículos mais tradicionais e sólidas do mercado, sendo revenda Ford com maior tempo de mercado em Curitiba. Os clientes podem contar com as facilidades oferecidas no comércio de veículos 0km, seminovos multimarcas, peças e serviços especializados. Mais informações: fordslaviero.com.br.

Quatro dicas de decoração industrial em diversos espaços da casa

0

Móveis e suportes em alumínio ganham destaque em diferentes ambientes por serem discretos e práticos

Contemporânea e funcional, a tendência da serralheria é uma opção inovadora que harmoniza perfeitamente com móveis de marcenaria. A combinação de metal e madeira cria um estilo de decoração industrial que gera um ambiente descontraído e aconchegante. Devido à facilidade de manutenção e à simplicidade dos objetos, essa abordagem combina com diversas outras peças decorativas. Adequado para espaços de qualquer dimensão, seja em casas ou apartamentos, esse estilo vem conquistando espaço em diversos ambientes domésticos.

“Ao mesmo tempo que cria um ambiente despojado, a serralheria também confere sofisticação e organização ao espaço. Esse conceito é particularmente eficaz em locais menores, como apartamentos compactos e estúdios, já que transforma espaços inutilizados em áreas úteis, como prateleiras e displays metalizados”, explica a arquiteta da Yticon, Maria Fernanda Picotti Marques. Pensando nisso, ela preparou quatro dicas de como aplicar a serralheria em diferentes ambientes da casa.

1. Sala de estar

Mesas menores, com tampos em granito ou mármore e bases de  alumínio, criam composições elegantes que liberam espaço para o sofá e a televisão, preenchendo o ambiente de forma sutil sem atrapalhar a circulação. Persianas de madeira fina também se destacam como elementos versáteis, substituindo cortinas de tecido e evitando o acúmulo de poeira nos cantos da casa.

“Optar por mesas menores e mais prateleiras incorporadas ao rack da televisão são estratégias que economizam espaço e facilitam a circulação no ambiente. Uma sugestão  mais audaciosa é manter aberto o espaço entre a área de jantar e a sala, separadas apenas pelo suporte de televisão, como foi feito no decorado do Hype, em Londrina (PR)”, explica Maria.

2. Livings e sala de jantar

Na sala de jantar, a serralheria se destaca na iluminação e nas bancadas de armário, contrastando com mesas maiores em cores que se distanciam dos tons cinza e amadeirados. “Nestas áreas, o uso de móveis brancos e plantas pode proporcionar uma sensação de tranquilidade. Colorir uma das paredes, por exemplo, pode dar mais vida ao ambiente e combina muito bem com a estética promovida pelo uso da serralheria”, comenta.

3. Banheiros

O alumínio não é exclusivo das áreas comuns; ele também pode aparecer na decoração dos banheiros. Em contraste com as peças em porcelana, o metal inoxidável tem grande utilidade como suporte para espelhos, seja para armazenar cosméticos quanto para acomodar pequenas plantas aromáticas ou aromatizadores. “Neste ambiente, a iluminação em LED pode potencializar a decoração, especialmente quando aplicada ao redor do espelho e de maneira discreta no teto”, enfatiza a arquiteta.

4. Quarto infantil

Além de seu aspecto industrial, a serralheria oferece alternativas criativas para a decoração. Em quartos infantis, as tradicionais prateleiras de madeira podem ser substituídas por tábuas que imitam pranchas de skate, enquanto os armários convencionais ganham uma estética mais escolar. “Para fugir um pouco do cinza, as cores devem aparecer nas paredes, tapetes e em acessórios menores, como porta-retratos e almofadas. O laranja e os tons de azul esverdeado são escolhas interessantes por se desviarem do padrão e trazerem vivacidade ao espaço”, detalha.

Sobre a Yticon Construção e Incorporação

A Yticon é uma construtora e incorporadora que atua há 14 anos nas cidades de Londrina, Maringá e Cambé, no Paraná, além de Campinas, em São Paulo. A empresa do Grupo A.Yoshii desenvolve empreendimentos localizados em regiões de potencial valorização, especialmente para quem quer conquistar o primeiro imóvel. A Yticon já construiu mais de 6,2  mil unidades, todas entregues rigorosamente no prazo, somando mais de 612 mil metros quadrados de área construída. Mais informações: www.yticon.com.br.